CANSEI DE TORCER PELO BRASIL: reminiscências e reflexões de 1953 a 2016

capa livro cansei de torcer pelo Brasil
Um conceito “novo”, destruição de riqueza, com este enfoque, facilita-se a compreensão de políticas governamentais, especialmente nesta época perto de chegarmos a “estagflação”, neologismo que define uma situação esdrúxula da economia de um país, no qual esta economia está estagnada e convive com a inflação crescente. O pior dos mundos.

Zé Ninguém

“Por que este país não está dando certo?”

A obra resgata reminiscências e reflexões de 1953 a 2016, apresentando uma visão crítica do autor sobre a situação política atual do Brasil. Desabafos, pensamentos e propostas de solução de alguns dos problemas enfrentados pelo povo brasileiro são retratados em seu livro.

Lançado em julho de 2016.

Os governos, quase todos, e também quase todos da América Latina, com uma visão estranha quanto ao seu próprio papel na sociedade, inventam coisas esquisitas e, pior, a sociedade acaba por se acostumar e acreditar que é esse mesmo o papel dos governos.

Zé Ninguém

6 Comentários

  1. […] CANSEI DE TORCER PELO BRASIL: reminiscências e reflexões de 1953 a 2016 […]

  2. JOAQUIM disse:

    Gostei do livro, que tem o estilo inconfundível do Elio. Achei que o “Esclarecimento Preliminar” revela um Elio igual na sua forma de se expressar mas diferente no conteúdo, surpreendente e triste, escrito certamente depois de 31 de agosto de 2015, último dia em que o vi antes do primeiro internamento hospitalar. Se alguns dos leitores aproveitarem bem a mensagem deste texto inicial, o livro já terá valido a pena.

    Para comprovar que o Elio está certo em dizer que não será o Brasil a aproveitar as suas propostas mas outros países mais adiantados, faço aqui um testemunho de que está certo. Semana passada li que a Suécia está terminando um trecho experimental de uma autoestrada eletrificada, que utiliza rede aérea do tipo ferroviária, para utilização de caminhões com cavalo-mecânico dotado de contato pantográfico para contado com a rede elétrica. Esta proposta foi levada ao governo brasileiro na década de 70 (o autor da proposta era consultor da minha empresa de consultoria), que não a achou exequível, sem sequer mandar analisa-la. Poderíamos estar na dianteira nesta área e, ao contrário, regredimos na área de transportes em geral (navegação de cabotagem, rede ferroviária, trolebus, etc). Uma pena! Parabéns, pela iniciativa. Grande abraço, caro amigo, que se reestabeleça para que possamos trocar idéias quem sabe para outros livros.

  3. Rosangela e Gustavo disse:

    Prezado Dr. Elio, ou melhor, autor Zé Ninguém,
    Gostaríamos de parabenizá-lo pela publicação e lançamento do livro “Cansei de Torcer pelo Brasil”. Com certeza é uma excelente publicação, principalmente neste momento que nós (inclua o Senhor) estamos sofrendo neste país.

    Já iniciamos a leitura do livro e nas primeiras páginas já percebem os que não se trata apenas de um livro com críticas e desabafos como vemos nas inúmeras publicações que são lançadas frequentemente. Este livro vai muito além, buscando propor soluções para problemas “resolvíveis” e que poderiam melhorar muito o Brasil e já deveriam ter sido resolvidas há tempos, pois são problemas existentes há décadas.
    Parabéns pela grande iniciativa em contribuir, e muito, pois precisamos de pessoas experientes e inteligentes propondo medidas e soluções, diferente dos ambientalistas (famosos “ecochatos”) que apenas levantam os problemas, atrapalham o desenvolvimento e não apresentam soluções.
    Desejamos muito sucesso e que venham mais publicações como esta.

    Um grande abraço,

  4. Renata Ruzzi disse:

    gostei do livro mas não gostei do Ze e do Ninguem porque eu nao sou filha de Ze e muito menos de ninguém! sou de proveta agora é?
    quer me traumatizar a essa altura do campeonato( risos)
    😉
    também cansei de torcer para o Brasil esse negocio de ficar na arquibancada só torcendo não funciona mesmo! Soluções só dá quem esta no campo como jogador já a torcida só da palpite!

    Parabéns Pai

    muito brasileiro com a metade da sua idade ja aposentado e cansado e so criticando…
    e você ai ainda trabalhando e dando soluções, quem for esperto aproveita se nao….
    sua filha
    Renata Ruzzi

  5. Dr. Elio, ainda nao tive ainda a oportunidade de ler seu livro, mas vindo do Sr. é benefico para mim, parabéns, que Deus continue a te abençoar, fortalecer e, te capacitar a criar mais e mais, de sua amiga Francine Folador Mendes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *