FORA TEMER???? – 23/1/18

Fora Temer

Assisto à campanha da oposição, contra o referido TEMER, cujo fato já era previsível.

Não entendo, porém, a postura de muitas pessoas, entidades diversas e boa parte da mídia, que endossam essa posição, sem apresentarem algum argumento concreto em apoio.

“É corrupto”, afirmam alguns, histericamente irritados.

Vamos analisar com calma e comparar a situação do Temer com os membros do Congresso.

Como todos sabem, um grande percentual dos membros do Congresso está envolvido em algum tipo de falcatrua, e esse percentual, diariamente aumenta pelas investigações em curso.

O Sr. Temer declarou que sairia da vida política após terminar o mandato, razão pela qual não se importaria com a sua própria popularidade, mas sim, com a solução dos mais graves problemas do Brasil, não enfrentados pelos governos anteriores.

O Presidente Temer mantém o foco sobre os aspectos econômicos que, somente esses, melhorariam a economia e o desemprego, e coloca, como representante do setor econômico, o Sr. Henrique Meirelles, que até provem o contrário, não faz e não fará “repasses” aos corruptos, como fazia o seu antecessor, do governo Dilma (ah eleitor… já esqueceu?…).

Ao contrário do Temer, todos os membros do Congresso (corruptos e não corruptos) querem reeleger-se e para tal, querem fundos públicos, no atacado para venderem os seus votos, no varejo.

Está aí a grande tarefa do eleitor brasileiro para 2018, separar os bons dos ruins.

Saber quais são os candidatos honestos (obrigação) e competentes (desejável), separando-os dos venais, incompetentes e trânsfugas (que passam de um partido para outro, ludibriando, também nisso, o seu eleitor).

Resulta, enfim, que o Presidente Temer não se preocupa com a popularidade e os membros do Congresso, sim.

Voltando à campanha virulenta, sintetizado na argumentação do FORA TEMER, o que isso pode significar?

Não será certamente o pretexto na presumível cumplicidade em ações inapropriadas do atual Presidente, mas, o “FORA TEMER” somente quer tentar tirar o foco do LULA & CIA.

Resumindo:

  • Temer quer coroar a biografia dele, fazendo algo de positivo para o Brasil;
  • Temer fazia chapa com Dilma, isto é, PT e PMDB – ambos abomináveis;
  • No rastro dos 54 milhões de votos obtidos, entre outras coisas, com mentiras deslavadas, se elegeram a maioria dos senadores e deputados;
  • As investigações demonstraram que a maioria dos falastrões era justamente do PMDB e PT, mais os pequenos partidos de aluguel;
  • Se o Temer quiser se redimir, administrando bem… Ótimo! Toma já algumas medidas necessárias e reduzirá o que o futuro governo e parlamento, que surgirem das eleições de 2018, deverão fazer obrigatoriamente;
  • Portanto e finalmente, o cuidado que o eleitor tem que ter é com a escolha de bons deputados e bons senadores (1).

 

NOTA:

(1)       Sem desmerecimento algum as “bancadas nordestinas”, tem que se relevar que a Constituição de 88 é falha na atribuição dos cargos eletivos… “não menos de 7 (deputados) por unidade federativa e não mais de 70”.

Dessa forma o “voto igual para todos”, base da democracia representativa, afirmado e confirmado pela própria Constituição, vai para o beleléu, e… (é de pasmar…) ninguém se incomoda.

Ninguém se incomoda também, com a omissão da Constituição em relação à “fidelidade partidária”, erroneamente assim chamada, o que permite de forma legal, mas profundamente ilegítima, a passagem do parlamentar de um partido para outro a seu bel-prazer.

Estes “trânsfugas” são uma afronta à democracia republicana e bofetadas sem fim aos eleitores.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *